Quem tem fome tem pressa e quem está desempregado tem mais pressa ainda.

Por isso não me alongarei muito nessa introdução e vamos para o que interessa. Não sou especialista na área, mas há algum tempo tenho pesquisado bastante o tema, venho ajudando alguns amigos e então acumulei algum conhecimento sobre o assunto.

Abaixo divido com vocês um pouco do que venho aprendendo.

1. PRIORIZE

Devido ao desespero para nos destacar achamos que colocar toda nossa experiência é a melhor saída. Não é! Preze pelo que for mais pertinente. Na experiência profissional destaque no máximo 5 lugares que já trabalhou. Na parte de formação siga basicamente o mesmo padrão, de 3 a 5 informações principais: faculdade (caso tenha), cursos mais importantes (idiomas, relacionados ao seu mercado, etc.). Informações demais confundem quem está lendo e podem passar a impressão que você não possui um foco em sua carreira, caso suas experiências sejam diversas demais.

2. APRESENTAÇÃO É TUDO

Não precisa ser ninja da edição mas preparar um currículo bem diagramado te ajuda e muito a se destacar. Ainda bem que atualmente existe a internet para resolver nossos problemas e nela você consegue encontrar diversos modelos gratuitamente para baixar e apenas inserir suas informações. Vou deixar alguns exemplos ao final desse texto.

3. A ESTRUTURA EM SI

Embora não haja um padrão para o currículo perfeito, você pode seguir um modelo básico de priorização de informações para não errar. Comece com um breve (no máximo 3 linhas) texto introdutório sobre seu objetivoprofissional no momento. Esse texto facilita a vida do recrutador que, diante de um mar de currículos, olhará para o seu e rapidamente saberá o que você procura.

Em seguida, elabore uma breve apresentação pessoal contendo as informações mais essenciais. Ex: Gabriel Gomes — Publicitário em formação, com experiência em redes sociais, terceiro setor e redação. Você pode mesclar essa apresentação com seu objetivo, caso queira.

Sem mais delongas, estruture a parte de suas experiências profissionais. Aqui não tem muito mistério: Nome da empresa + cargo + tempo de trabalho + breve resumo das atividades realizadas. Esse último item ainda é esquecido por muitos, então capriche para produzir um texto conciso e claro. Lembre-se que quem recruta pessoas recebe milhares de candidaturas e quanto mais fácil você tornar a vida dessa pessoa melhor.

Para finalizar coloque sua formação, na mesma dinâmica: curto e claro. Curso + Nome da instituição. Em caso de faculdade é interessante inserir o tempo de duração. Algumas pessoas diferem e consideram mais interessante colocar a formação antes da experiência profissional. É algo pessoal, realmente não acredito que comprometa a qualidade do seu currículo. Analise o que for mais adaptável para você.

4. Outras plataformas

Em alguns casos a pessoa possui experiência e formação “demais” e encontra muitos problemas na hora de priorizar as informações. Outro exemplo é quem executa trabalhos multitarefas: fotografa, filma, edita, escreve, etc. Nesses casos recomendo que você leve o recrutador para outras plataformas para que você possa demonstrar seu trabalho da melhor forma e não sobrecarregue seu currículo de texto. Uma dica prática: coloque em seu currículo apenas sua formação e experiência essenciais e direcione para seu perfil no Linkedin, onde a pessoa poderá encontrar seu histórico completo.

Outras plataformas bacanas para o mesmo uso são, Behance (interessante para quem trabalha na parte visual: design, fotografia, moda, etc), Flickr (fotografia), Medium (bom, se você está aqui provavelmente já conhece essa ferramenta, mas caso tenha caído de paraquedas nesse texto saiba que o Medium é uma espécie de “rede social para quem escreve”), Clippings.me (jornalistas), Wix (plataforma para elaborar websites que tem como diferencial a facilidade de usar a ferramenta) e outros.

5. PENSE ALÉM

O trabalho com o currículo não termina quando você salva o arquivo final. Na hora de enviar sua candidatura (geralmente por e-mail) reproduza no corpo da mensagem aquele breve texto de apresentação + objetivo. Caso tenha links importantes, os anexe também, mas cuidado com o excesso de informação. Resumindo: Apresentação + objetivo + currículo em anexo + link do seu principal portfólio (caso tenha) + aonde foi impactado pela vaga + despedida. O mantra curto e claro opera aqui novamente, portanto resuma tudo isso em cerca de 5 linhas aproximadamente.

Ficou com alguma dúvida? Discorda de algo ou queria debater mais algum ponto? Tem alguma dica para enriquecer o texto? Manda! O espaço é de troca e cuidado, então lerei tudo com atenção. Boa sorte.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •