O Rio é uma cidade dividida, tem o lado que todo mundo conhece e o outro lado que todo mundo precisa conhecer

Quando se fala em Rio de Janeiro, logo vem em mente imagens como o Cristo Redentor, bondinho, Copacabana, praia, Lapa e as famosas favelas, que há tempos já entraram para os cartões-postais da cidade.

Rio é a cidade do Brasil com maior população vivendo nelas. Segundo o último censo IBGE, são 1.393.314 pessoas, 22% dos cariocas, vivendo nas 763 favelas da cidade. Porém, mesmo pela grande representatividade demográfica, geográfica e também cultura que as favelas possuem para a cidade, apenas 0,001% delas são mapeadas. São regiões que aparecem no mapa como áreas verdes, brancas ou grandes vazios, revelando a desigualdade e exclusão social que ainda existe entre a cidade e a favela.

Para contrapôr esse fato, o Google, responsável pelo serviço de mapeamento mais usado no mundo, lançou o projeto Beyond The Map (Além do mapa), que mostra favelas cariocas a partir de vídeos em 360º. Provando ao mundo um pouco do porque as favelas merecem muito mais do que ‘espaços vazios’ no mapa.

 

O site que foi produzido com duas versões, em português e inglês, para que a experiência não se limite aos brasileiros, ainda conta 3 mil imagens históricas e exposições do Rio de Janeiro.

Além de uma série de vídeos com histórias de moradores locais, confira:

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •