A beleza está em todo lugar, basta abrir os olhos para ver.

O mundo é repleto de diferenças, diferenças que muita das vezes são abordadas de forma errada. De modo que alimenta o preconceito e a intolerância, limitando a nossa forma de ver o mundo e impedindo a valorização da diversidade.

Mas indo contra isso, existem pessoas como a Mihaela Noroc, uma fotógrafa romena de 30 anos, que largou o trabalho em 2013 para viajar pelo mundo, fotografando mulheres de diversos países com o objetivo de celebrar as diferenças, revelando como é lindo não ser igual.

13315707_1130277020347024_6425999098967032307_n
Em 3 anos de viagem a artista já passou por 50 países, registrando e ouvindo as histórias das mulheres fotografadas. Através dessa experiência, ela tenta passar toda autencidade de cada país, de cada história e de cada mulher.

A série de imagens virou um fantástico projeto, chamado de The Atlas of Beauty (O Atlas da Beleza), como ela mesma conta:

“Nos últimos anos eu trabalhei duro, salvei algum dinheiro e iniciei o projeto da minha vida: The Atlas of Beauty.

Através da minha fotografia eu quero capturar essa sensação de calor e serenidade que é específica das mulheres. Eu quero equilibrar toda a negatividade que vemos sobre elas nas mídias.

Acho que as pessoas deveriam ser mais conscientes sobre outras culturas e sobre o que a beleza pode nos ensinar: a ser mais tolerante.

Beleza para mim significa diversidade e eu viajo o mundo para descobri-la. Da Europa Ocidental até as tribos africanas, do Rio de Janeiro até a China, eu tento captar, nas minhas fotos, rostos naturais e diversidade. Na minha opinião, beleza significa manter vivas suas origens e sua cultura. Para ser único, sincero, autêntico, particular, não é necessário moda. 

Eu quero fazer deste atlas uma inspiração para todas as mulheres que tentam ser elas mesmas”. 

Confira o vídeo do projeto, e as lindas imagens em nossa galeria ou no facebook da artista.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •